carregando...

Notícias

Notícias

Estado lança linha de crédito para fornecedores



17/05/2012

Novidade ajudará no equilíbrio das contas das pequenas empresas (Fabiano Guimarães/SDECT)

O Governo do Estado lançou nesta quinta-feira, 17 de maio, uma nova linha de financiamento da Agência de Fomento Paulista para pequenas empresas de São Paulo. A ação é parte da “Política Estadual de Estímulo ao Empreendedorismo e Favorecimento às Micro e Pequenas Empresas” anunciada, hoje, pelo Governo do Estado.


A modalidade atenderá empresas que faturam entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões por ano e que prestam serviços à administração estadual. Elas poderão antecipar seus recebíveis, usando os contratos que mantém com o Governo do Estado e suas empresas e autarquias, como garantia do negócio. A novidade ajudará no equilíbrio das contas das pequenas empresas, que nem sempre podem esperar os vencimentos dos contratos para contar com esse capital.

A nova linha irá operar com prazo igual ao vencimento dos contratos que o tomador do financiamento mantém com a entidade pública. Para ter acesso, a empresa precisa estar cadastrada na Bolsa Eletrônica de Compras, a BEC. Além da nova modalidade, a partir de agora as empresas poderão oferecer também seus contratos como garantia para financiamentos de projetos de investimento, utilizando as linhas já disponíveis na Agência de Fomento Paulista, que contam com juros a partir de 5% ao ano (+IPC/Fipe) e prazo que chegam a 10 anos. Com essa opção, muitos pequenos empresários que tem dificuldade de apresentarem garantias para conseguirem financiamentos para expansão e modernização, por exemplo, passam a ter acesso ao crédito de longo prazo.

A partir desta quinta-feira, a Agência de Fomento Paulista passa a estender os benefícios do FDA (Fundo de Aval) a todos os pequenos empresários que encontram dificuldades em apresentar garantias para obter financiamento de longo prazo. O FDA, ou fundo garantidor, funciona como opção às garantias tradicionais exigidas na operação de crédito: imóveis, máquinas, recebíveis, etc. Dessa forma, os riscos do financiamento são reduzidos, facilitando o acesso de pequenas empresas, principalmente àquelas compostas basicamente de capital humano, como as do setor de serviços, por exemplo.

O FDA conta com recursos do Tesouro Estadual e era oferecido pela Agência de Fomento Paulista apenas em operações para linhas de crédito emergenciais. A partir de agora, o fundo se aplica a todas as linhas (exceto para operações de capital de giro) e atenderá pequenos empresários de qualquer segmento, desde que seu faturamento seja inferior a R$ 3,6 milhões anuais, garantindo até 100% do financiamento.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo