carregando...

Notícias

Notícias

Estado abre concurso de promoção por mérito



08/01/2010

As inscrições do concurso de promoção por mérito para servidores públicos que integram carreiras administrativas começaram nesta segunda-feira, 18 de janeiro. Os interessados devem se inscrever pelo site www.recursoshumanos.sp.gov.br até dia 15 de fevereiro. Os candidatos serão submetidos a exames de avaliação de competência, a serem aplicados entre abril e junho, para concorrer a aumento de 40% no salário-base.

A promoção pelo mérito na área meio, instituída pela Lei Complementar 1.080/2008, tem por objetivo valorizar o servidor que possui grau de escolaridade (graduação ou pós-graduação) superior àquele exigido inicialmente para ocupar o cargo e comprovou ter adquirido competências adicionais às que detinha quando ingressou na função. Estas habilidades e conhecimentos técnicos adicionais serão avaliados mediante dois exames. A FGV (Fundação Getúlio Vargas) será o órgão externo responsável pela concepção do conteúdo e aplicação das provas em centro de testes credenciados, localizados em 28 municípios paulistas.

“O concurso é uma maneira objetiva, transparente e democrática de avaliar as competências dos servidores. Aqueles que investem na sua formação vão ter a oportunidade de ascender profissionalmente e aumentar os seus rendimentos. O objetivo dessa medida é premiar e reconhecer o talento e o mérito do servidor, além de promover aqueles que buscam o aprimoramento e mostram resultados”, diz o secretário de Gestão Pública, Sidney Beraldo. “Essa valorização profissional traz um impacto positivo na qualidade do serviço público oferecido pelo Estado ao cidadão e integra a política de meritocracia instituída na gestão do governador José Serra”, completa Beraldo.

Para concorrer à promoção, o servidor deverá preencher alguns requisitos. É necessário ter no mínimo cinco anos de efetivo exercício no mesmo cargo. Os servidores que ocupam os cargos de nível intermediário, que exigem ensino médio (Oficial Administrativo, Oficial Operacional e Oficial Sociocultural), devem possuir um diploma de graduação. Já os funcionários públicos em cargos que exigem nível universitário (Analista Administrativo, Analista de Tecnologia, Analista Sociocultural e Executivo Público) devem possuir pós-graduação (“stricto ou lato sensu”). De acordo com levantamento realizado pelo recadastramento anual do funcionalismo, cerca de 6,5 mil servidores atualmente preenchem todos estes requisitos e estão aptos a participar.

Prova pela internet
Os dois exames serão realizados em ambiente web para avaliar o servidor nos módulos: competências básicas, intermediárias, habilidades e perfil comportamental. Este último módulo não será utilizado como critério de reprovação. No módulo de competências intermediárias, o candidato deverá escolher uma das seguintes áreas: recursos humanos; material e patrimônio; planejamento, orçamento e finanças; contrato e licitações; comunicações administrativas; transportes e administração de frotas; e tecnologia da informação.

O currículo do candidato aprovado, com destaque para o desempenho na área escolhida, será integrado ao Banco de Talentos do Estado. O recurso poderá ser utilizado para selecionar profissionais para ocupar cargos em comissão. Os exames ocorrerão de 22 de abril a 18 de junho. O resultado será divulgado no final de julho. O aumento salarial para os candidatos aprovados é retroativo a 1º de janeiro de 2010.

Serviço
Inscrição: 18 de janeiro a 15 de fevereiro de 2010
Site: www.recursoshumanos.sp.gov.br
Período de agendamento das duas provas: de 9 a 31 de março de 2010
Realização das duas provas: 22 de abril a 18 de junho de 2010
Publicação do resultado: final de julho

Cargos de nível intermediário: Oficial Administrativo; Oficial Operacional; Oficial Sociocultural;
Cargos de Nível superior: Analista Administrativo; Analista de Tecnologia; Analista Sociocultural; Executivo Público.

Requisitos:
a) Possuir, no mínimo, 5 anos de efetivo exercício em um mesmo cargo ou função-atividade;
b) Possuir diploma de graduação em curso de nível superior, para os integrantes das classes de nível intermediário, ou pós-graduação “stricto” ou “lato sensu”, para os integrantes das classes de nível superior

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo