carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Dirigentes da Fapesp recebem reitores da universidade de Lyon



11/11/2014

Fonte: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Instituições planejam lançar chamada de propostas de pesquisas colaborativas (Leandro Negro/Fapesp)Uma delegação de reitores da Universidade de Lyon (UDL) esteve na sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), na segunda-feira, 10 de novembro, para apresentar à diretoria da instituição mecanismos de financiamento à pesquisa adotados pela universidade francesa, que tem sete campi distribuídos nas cidades de Lyon e Saint-Etienne, no sudeste da França.

Os reitores também puderam conhecer mais sobre pesquisas realizadas no Estado de São Paulo e sobre os acordos de cooperação que a Fapesp mantém com outras instituições.

Um protocolo de intenções, assinado entre a UDL e a Fapesp, em abril de 2012, é a base para uma chamada conjunta de propostas de pesquisa que começa a ser desenhada a partir da visita dos reitores.

O protocolo prevê o desenvolvimento de ações de cooperação entre pesquisadores da UDL e de instituições localizadas no Estado de São Paulo, tanto em formação, incluindo intercâmbio e duplo diploma, como em pesquisa, por meio de acordos e projetos já em vigor entre a UDL e outras instituições brasileiras.

Inicialmente as áreas eleitas para desenvolver ações de cooperação foram engenharia, ciências exatas, ciências humanas e sociais. No entanto, uma futura chamada de propostas poderá ser mais ampla, a fim de abranger áreas que apresentem maior potencial para pesquisas em parceria.

A delegação foi recebida pelo presidente e vice-presidente da Fapesp, respectivamente, Celso Lafer e Eduardo Moacyr Krieger, diretor presidente do Conselho Técnico Administrativo, José Arana Varela, diretor científico, Carlos Henrique de Brito Cruz, e pelo assessor da presidência Fernando Menezes.

O reitor da Universidade Jean Monet Saint-Etienne e presidente da associação das universidades de Lyon, Khaled Bouabdallah, chefiou a delegação francesa, que contou ainda com o reitor da Universidade Claude Bernard Lyon 1, François-Noël Gilly, reitor da Universidade Lumière Lyon 2, Jean-Luc Mayaud, reitor da Universidade Jean Moulin Lyon 3, Jacques Comby, diretor do Sciences Po Lyon (Instituto de Ciências Políticas), Vincent Michelot, representante para o Brasil e a América do Sul da Conferência dos Presidentes da Universidade (CPU), Thierry Valentine, e do diretor científico da École Centrale de Lyon, Jean-Pierre Bertoglio. 

Desde 2007, quando foram unificados os estabelecimentos de ensino superior e de pesquisa de Lyon e Saint-Etienne, a UDL apresenta a designação de estabelecimento público de cooperação científica. Ao todo, são 18 instituições de ensino superior e de pesquisa e 220 laboratórios públicos, com média de 11.500 professores/pesquisadores, 129 mil alunos (dos quais 12.500 estrangeiros) e 5.400 doutorandos, com média de 900 defesas de tese por ano. Além do protocolo de intenções com a UDL, atualmente a Fapesp mantém acordos de cooperação para a pesquisa com outras onze instituições francesas.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo