carregando...

Notícias

Notícias

Delegação de cientistas do Irã visita Fapesp



27/03/2014

Fonte: Fapesp

Um grupo de cientistas ligados ao Instituto de Estudos em Ciência Cognitiva (ICSS, na sigla em inglês), de Teerã, no Irã, visitou na terça-feira (25/3) a sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), em São Paulo. Chefiada pelo ex-chanceler Kamal Kharrazi, professor da área de psicologia cognitiva, a delegação com oito integrantes foi recebida por Celso Lafer, presidente da Fundação, Eduardo Moacyr Krieger, vice-presidente, José Arana Varela, diretor presidente, e Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico.

Além de ser cofundador do ICSS e professor do instituto e da Universidade de Teerã, Kharrazi foi ministro das Relações Exteriores do Irã entre 1997 e 2005. Antes disso foi embaixador e representante permanente do Irã na Organização das Nações Unidas (ONU). O embaixador do Irã no Brasil, Mohammad Ali Ghanezadeh, também integrou a delegação.

Durante o encontro, foram discutidas possibilidades de cooperação entre pesquisadores do Estado de São Paulo e do Irã em todas as áreas do conhecimento, além de mecanismos disponíveis nos dois países para facilitar a realização de seminários pela Fapesp e pelos 15 conselhos nacionais de pesquisa iranianos para a discussão de temas de interesse comum.

“A organização de workshops conjuntos é um passo importante para iniciar a cooperação. A Fapesp entende que a ciência não está limitada ao território em que é produzida e que o intercâmbio acontece a partir da aproximação entre pesquisadores para a discussão de temas específicos de futuros projetos”, disse Celso Lafer durante o encontro.

“Acredito que cientistas brasileiros e iranianos têm mostrado bom desempenho e estou certo de que existem possibilidades de trabalharem juntos, com boas perspectivas”, afirmou Kharrazi aos dirigentes da Fundação.

“A política de financiamento dos conselhos de pesquisa do Irã e da Fapesp são muito similares, o que nos permite pensar no apoio a projetos em outras áreas [além da ciência cognitiva], como nanotecnologia e tecnologia da informação.”
Representantes da Fapesp e do ICSS deverão posteriormente discutir os termos de um acordo de cooperação científica e tecnológica e o lançamento de chamadas de propostas voltadas a pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa do Estado de São Paulo e do Irã.

“Estamos iniciando a execução de um plano nacional de três anos para apoio a pesquisa em áreas prioritárias e nosso principal desafio é envolver a comunidade acadêmica para realizar este trabalho”, afirmou o pesquisador iraniano Hamed Ekhtiari, do Programa de Neurociência Translacional do ICSS.

“Queremos aumentar o número de pesquisadores no Irã em áreas como a microeletrônica, computação e medicina, ligados a universidades iranianas e de outros países, estimulando a colaboração internacional, especialmente com o Brasil.”
Além de Kharrazi, Ghanezadeh e Ekhtiari, integraram a delegação Mohammad Reza Haji Karim Jabbari, ex-embaixador iraniano na Costa do Marfim; Babak N Araabi, professor do Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação da Universidade de Teerã; Ali Kharrazi, pesquisador da Universidade de Tokyo; Mehdi Zanjani, conselheiro da Embaixada do Irã no Brasil; e Iman Ghodrati, doutorando na Universidade de São Paulo. 

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo