carregando...

Notícias

Notícias

Cursos técnicos abrem portas do mercado



25/11/2008

Os cursos técnicos facilitam a entrada de jovens no mercado de trabalho. É o que mostra a mais recente pesquisa do Sistema de Acompanhamento de Egressos (Saie), desenvolvida pela Área de Avaliação Institucional (AAI) do Centro Paula Souza, órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento.

De acordo com o levantamento, realizado em 2007 e que acaba de ser divulgado, 77,3% dos técnicos formados pelas Escolas Técnicas (Etecs) estaduais estão empregados um ano depois de formados. Foram pesquisados cerca de 7 mil ex-alunos que concluíram o curso em 2006. As estatísticas mostram, ainda, que 85,6% desses técnicos têm vinculo formal de trabalho e ganham, em média, 2,2 salários mínimos mensais.

O setor da indústria, segundo o estudo, é o que mais emprega (28,2%), seguido por serviços (18,4%), comércio (14,%), saúde (9,2%), informática (6,6%), educação (4,9%), agropecuária (4,5%) e construção civil (4,3%). As empresas que mais contratam são as grandes corporações, com 30,2% da força de trabalho, seguidas pelas empresas de médio porte, com 20,5%. Depois aparecem serviço público (16,3%), microempresas (15,9%), pequenas empresas (15,8%), e propriedades rurais, com índice de contratação de 1,4%.

“Os números indicam que nossos cursos estão em sintonia com as demandas dos setores produtivos e que nossos alunos estão preparados para ocupar as vagas existentes ou investir em seus próprios empreendimentos”, avalia Roberta Froncillo, assessora de Avaliação Institucional e responsável pela pesquisa. Um exemplo da relevância deste índice de empregabilidade é um levantamento feito pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), em setembro de 2008, que revela que 17,9% dos jovens entre 18 e 24 anos estão empregados na Região Metropolitana de São Paulo. Entre os técnicos formados pelas Etecs na mesma região, o número é bem maior: 71,8%.

Outro dado que chama atenção é a empregabilidade em determinadas áreas. Um curso relativamente novo como o de Açúcar e Álcool, implantado para suprir a demanda por mão-de-obra especializada, que acompanha o crescimento do setor, chega a 90%. No entanto, profissionais formados em áreas bastante tradicionais também estão em alta, como os técnicos em Mecânica Industrial, cujo índice é de 96%.

Centro Paula Souza
Autarquia do Governo do Estado de São Paulo ligada à Secretaria de Desenvolvimento, o Centro Paula Souza administra Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais em mais de 160 cidades paulistas. As Etecs atendem mais de 120 mil estudantes, no Ensino Médio e no Ensino Técnico, para os setores Industrial, Agropecuário e de Serviços. Nas Fatecs, que oferecem cursos superiores de Tecnologia, aproximadamente 28 mil alunos estão matriculados no segundo semestre de 2008.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo