carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Cummins construirá nova fábrica de US$ 90 milhões



27/03/2012

Nova fábrica produzirá geradores no município de Itatiba, a 86 km da capital (Denise Cassati/Investe SP)

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa participou nesta terça-feira, 27, ao lado do governador Geraldo Alckmin, da assinatura do protocolo de entendimento com a Cummins Brasil. O documento prevê a realização de um investimento de cerca de US$ 90 milhões na construção de uma nova fábrica da empresa para a produção de geradores no município de Itatiba, a 86 quilômetros da capital. A cerimônia contou com a presença do presidente da Investe São Paulo, Luciano Almeida; do prefeito de Itatiba, João Fattori; e do principal executivo da Cummins no Brasil, Luis Afonso Pasquotto.


Alckmin destacou a importância de ampliar a disponibilidade de mão de obra qualificada para atender à crescente demanda de empresas como a Cummins. “Já temos uma Fatec (Faculdade de Tecnologia) na região e vamos instalar uma Etec (Escola Técnica Estadual). Também vamos ampliar os cursos de engenharia disponíveis nas universidades estaduais”, disse.

Atualmente, a unidade de grupos geradores da Cummins está localizada em uma das três fábricas da empresa em Guarulhos, onde se fabricam motores e turbos. Com a mudança, a linha de motores e turbos ganha mais espaço e poderá ser modernizada. A previsão é de que sejam investidos em Guarulhos, até 2015, cerca de R$ 48 milhões.

A Investe São Paulo, agência do governo paulista responsável pela atração e manutenção de investimentos no Estado, atende a Cummins desde maio de 2011, assessorando a empresa gratuitamente na busca por um local para o novo empreendimento. “O Governo de São Paulo, por meio da Investe SP, deu todo o suporte para que este investimento permanecesse no Estado. A cidade de Itatiba possui uma excelente logística para o escoamento da produção e mão de obra qualificada”, explicou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa.

Para o presidente da Investe SP, Luciano Almeida, o trabalho da agência está apenas começando. “Agora que a empresa definiu pela cidade e já fez a aquisição da área, vamos começar o trabalho conjunto no apoio à obtenção de licenças e no contato com as concessionárias de transporte e energia da região”, disse.

A Cummins forneceu a relação das necessidades do projeto para que a Investe SP identificasse as regiões do Estado capazes de suprir as demandas do investimento. A empresa optou pelo município de Itatiba após receber uma lista de cidades que se enquadravam nas demandas do empreendimento. “O trabalho da Investe SP fez toda a diferença. A assessoria, o acompanhamento e a forma profissional de tratar a questão contribuíram muito para termos sucesso na atração desse investimento, assim como a colaboração da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia”, explicou o prefeito de Itatiba.

“A chegada da multinacional americana Cummins em Itatiba confirma efetivamente o resultado de todos os investimentos propostos por esta administração para que nossa cidade se tornasse atraente para consideráveis investimentos. Representa um enorme avanço econômico que se justifica, dentre inúmeros motivos, por conta dos incentivos gerados por meio do Progride (Programa de Incentivo ao Desenvolvimento Econômico), além da qualidade de vida e mão de obra oferecidas no município”, completou Fattori.

Em 2010, a Prefeitura, por meio de lei, instaurou o Progride. A iniciativa prevê incentivos para novas empresas se estabelecerem no município, visando o incremento da geração de renda e emprego. A previsão é de que a nova planta industrial, localizada às margens da Rodovia Dom Pedro I, KM 97,5, fique pronta em março de 2014, com a geração de 250 empregos diretos, podendo chegar a 700 colaboradores nos anos subsequentes à inauguração da unidade fabril. A fábrica vai receber primeiramente a unidade de grupos geradores e o centro de distribuição de peças e equipamentos da Cummins.

Quando a nova fábrica estiver em funcionamento, terá capacidade anual para produzir cerca de 12 mil unidades de geradores de energia e 1,2 milhão de componentes ou subconjuntos. O terreno da nova planta da Cummins tem 436 mil m2 e, inicialmente, terá uma área construída de 50 mil m². O terreno e as obras de infraestrutura vão demandar investimentos de US$ 37 milhões. O restante do valor será aplicado na construção da fábrica.

“O investimento inicial em obras civis já contempla os serviços de terraplenagem, obtendo-se um platô de 347 mil m2. Nessa fase, portanto, estamos utilizando menos de 15% da área disponível. O restante será usado em futuras etapas de expansão da empresa”, disse o gerente executivo do projeto da Cummins, Francisco Silva.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo