carregando...

Notícias

Notícias

Convenio beneficiará o Agronegócio Familiar do Sudoeste Paulista



02/12/2013

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), Rodrigo Garcia, assinou nesta segunda-feira, (02/12), às 15h, no Centro Dia para o Idoso, um convênio com a Prefeitura Municipal de Itapeva, para Implantação do “Projeto Celeiro Sudoeste Paulista”. A iniciativa beneficiará a comercialização de produtos do agronegócio de Itapeva e municípios da região. Os recursos disponibilizados fazem parte do Programa de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais (APLs) da SDECTI.
Segundo Rodrigo Garcia, a ação resultará na geração de emprego e renda. “O celeiro aquecerá o agronegócio familiar, com o fortalecimento das cadeias  produtivas regionais e uso racional da matéria prima, o que possibilitará um ganho na qualidade e no valor agregado aos produtos”, completa.
A iniciativa integra três linhas de produção: vegetais (processo que vai da seleção, lavagem, corte e embalagem de legumes frutas e hortaliças), fabricação de farinha de mandioca e produção de mel (etapa que vai da extração até a embalagem final). O projeto também visa a instalação de um Entreposto para a comercialização dos produtos regionais.
 No total, serão investidos R$ 1.206.226,82, sendo R$ 856.226,51 da SDECTI, ( aquisição de mobiliários e equipamentos para uma central de administração e inteligência, além de um caminhão para o auxílio de distribuição) e R$ 350.000,00 em contrapartida da Prefeitura. O prazo do convênio é de 18 meses.
O Celeiro terá impacto direito nos municípios de Barão de Antonina, Bom Sucesso de Itararé, Buri, Capão Bonito, Coronel Macedo, Guapiara, Itaberá, Itapeva, Itaporanga, Itararé, Nova Campina, Ribeirão Branco, Ribeirão Grande, Riversul, Taquarituba e Taquarivaí.
 
Sobre os Arranjos Produtivos Locais
 
Os APLs são concentrações de empresas que atuam em atividades similares ou relacionadas, que, sob uma estrutura de governança comum, cooperam entre si e com outras entidades públicas e privadas. As empresas localizadas em APLs produzem diversos tipos de produtos em municípios que já desenvolvem uma forte atividade comercial, como no ramo de calçados (Franca, Birigui e Jaú), aeroespacial (São José dos Campos), móveis (Mirassol, Votuporanga e RMSP) e plástico (ABC).

Uma das vantagens do APL é facilitar o acesso de micro, pequenas e médias empresas a programas de gestão empresarial, mercado, processo, produtos e linhas de financiamento, visando o seu fortalecimento no mercado interno e acesso ao externo.

Clique aqui e confira mais fotos do evento.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo