carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Ciência e Tecnologia a serviço do cidadão



05/10/2011

Estado de SP responde por cerca de 33% do PIB nacional; superior ao de muitos países

Maior polo industrial do País, o Estado de São Paulo responde por cerca de 33% do PIB nacional. Esse número é superior ao de países inteiros, como Noruega, África do Sul e Argentina. O nível de desenvolvimento econômico do Estado se deve por ser o principal produtor do Brasil e contar com um dos maiores sistemas de ciência e tecnologia da América Latina. São Paulo dispõe de uma rede de universidades com expressiva produção de conhecimento e também com a Fapesp, uma das principais agências de apoio à pesquisa do País.

Com a consciência de que o desenvolvimento sustentável está ligado às ações de estímulo à pesquisa e inovação, assumimos a missão de priorizar os investimentos em ciência e tecnologia. Frente a esse esforço liderado pelo governador Geraldo Alckmin, contabilizamos 30 iniciativas para implantação de parques tecnológicos no Estado. Desse total, 19 já fazem parte do sistema paulista e podem receber recursos do governo.

Na capital, existem projetos no Jaguaré e na Zona Leste, que ganhará até o final do ano uma incubadora para 20 empresas de base tecnológica, no campus da USP Leste. Destaque também para Botucatu, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Sorocaba. Juntas, as quatro iniciativas receberam R$ 28 milhões do Estado para realização de obras, que deverão ser entregues até 2013. Outra referência será o SantosTec, voltado às áreas de petróleo, gás natural, porto e logística.

Os parques tecnológicos reúnem empresas, universidades, laboratórios, Escolas Técnicas e Faculdades de Tecnologia, com o objetivo de promover o ensino e a pesquisa integrados à criação de produtos e serviços inovadores. No passado, era comum fazer loteamento industrial. Agora, o governo de São Paulo propõe mais do que isso. Oferece estímulos fiscais e investimentos diretos na realização de obras e estudos para criação de parques tecnológicos. É uma nova fase no desenvolvimento das cidades, com a lógica de gerar emprego, criar oportunidades e melhorar a qualidade de vida da população.

Paulo Alexandre Barbosa é deputado estadual licenciado e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo