carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

China aprova instalação de Instituto na Unicamp



30/01/2013

A Unicamp foi aprovada para receber em seu campus uma unidade do Instituto Confúcio, criado pelo Ministério da Cultura da China para divulgar e disseminar o mandarim e a cultura chinesa pelo mundo. O anúncio veio do Hanban, Departamento de Língua e Cultura Chinesa. Este projeto está em maturação desde que o reitor Fernando Costa recebeu a visita do reitor Ning Bin, da Beijing Jiaotong University (BJTU), em novembro de 2009, quando ambos assinaram um memorando de entendimentos para cooperação científica e intercâmbio de docentes e alunos.

O professor Leandro Tessler, que na ocasião estava à frente da Coordenadoria de Relações Institucionais e Internacionais (Cori), explica que o Instituto Confúcio está presente em inúmeros países, funcionando sempre em parceria com uma universidade. “A parceira da Unicamp é a Beijing Jiaotong, uma universidade tecnológica especializada em transportes. A nossa unidade do Instituto vai ser a quinta no Brasil. As demais estão na UFRGS, UnB, UFPE e na Unesp (que foi considerada uma das melhores do mundo por manter professores de mandarim em vários de seus 23 campi no Estado)”.

Tessler afirma que o Instituto Confúcio da Unicamp, além de impulsionar a disseminação da cultura chinesa no Brasil, terá como diferencial uma ênfase no intercâmbio de estudantes das áreas tecnológicas. “A nossa parceira está muito envolvida no sistema de expansão do metrô de Beijing e na construção da linha de alta velocidade até Xangai. Por outro lado, eles estão muito interessados em telecomunicações e energia limpa. Com um pouco de sorte, podemos conseguir uma associação com o programa Ciência sem Fronteiras, canalizando a ida de nossos estudantes para a China através desse Instituto”.

Segundo Leandro Tessler, Hanban e Unicamp estão agendando a viagem de uma delegação chefiada pelo reitor Fernando Costa a Beijing, para assinatura formal do convênio. “Nosso objetivo é ter o Instituto Confúcio funcionando rapidamente. Haverá uma sede administrativa, sob a responsabilidade de um diretor da Unicamp e outro da Beijing Jiaotong, sendo que além das possibilidades dentro do campus, estamos avaliando uma casa nos arredores. O projeto é co-financiado: eles cuidam do material didático e vinda dos professores, e nós da hospedagem e infraestrutura de operação. Esperamos matricular os primeiros estudantes em mandarim dentro de um semestre.”

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo