carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Castrolanda e Batavo anunciam fábrica em SP



25/02/2013

Fonte: Investe São Paulo

Secretário participou do lançamento da pedra fundamental do projeto ()Fabiano Guimarães/SDECTAs cooperativas Castrolanda e Batavo vão investir R$ 120 milhões para construir a primeira unidade de beneficiamento de leite (UBL) das empresas fora do Paraná. Com a marca Colônia Holandesa, elas lançaram nesta segunda-feira, 25 de fevereiro, a pedra fundamental do projeto em Itapetininga (SP), que recebeu assessoria da Investe São Paulo, vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia. O evento contou com as presenças do governador do Estado, Geraldo Alckmin, e do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia em exercício, Luiz Carlos Quadrelli.

Cerca de 60% do investimento será feito pela Castrolanda, e 40%, da Batavo, ambas cooperativas agroindustriais. A operação deve gerar cerca de 250 empregos diretos e outros 1.260 indiretos. A planta produzirá, em sua primeira fase, 500 mil litros de leite por dia, mas a ideia é que, com a maturidade do projeto, essa quantidade chegue a um milhão. “Atendemos as duas cooperativas desde outubro de 2012, ajudando a empresa a obter as licenças ambientais. Agora, estamos assessorando na parte tributária e na infraestrutura necessária, como acesso rodoviário e energia”, explicou o presidente da Investe SP, Luciano Almeida.

De acordo com o superintendente de operações lácteas do negócio, Edmilton Aguiar Lemos, a nova fábrica faz parte de uma estratégia de expansão das empresas e das marcas envolvidas: Colônia Holandesa, Frísia e Castrolanda. “Depois de crescer no Paraná, queremos entrar no Estado de SP e no maior mercado consumidor do País”, explicou. A proximidade com a capital, inclusive, foi o que levou as empresas a escolherem Itapetininga.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia em exercício, Luiz Carlos Quadrelli, a nova planta aquecerá ainda mais a economia do Estado e região. “Ela contribuirá para a geração de emprego e renda, além de estimular o crescimento do agronegócio e da atividade industrial, que estão entre as vocações do município”, completa.

A produção da nova fábrica será realizada em três fases. Depois de ampliar a produção de leite longa vida, serão feitos também leites especiais. Na terceira fase, sucos e néctares; e, em um estágio mais avançado, iogurtes. A produção é destinada tanto para o consumidor direto quanto para indústrias, estimulando toda a cadeia produtiva de leite da região. “É uma fábrica de alta tecnologia no setor de leite, desenvolvendo essa cadeia produtiva não só em Itapetininga como também nos municípios vizinhos”, disse o prefeito da cidade, Luis di Fiori.

Parceria
As cooperativas Castrolanda e Batavo iniciaram a parceria intercooperativas em 2011, quando foi inaugurada a indústria de leite da Batavo em Ponta Grossa, no Paraná, com a marca Frísia. Desde então, as duas indústrias de leite, Frísia e UBL Castrolanda, passaram a atuar juntas no mercado de lácteos, com força estratégica para adaptar-se não somente às novas exigências dos consumidores e necessidades específicas nutricionais do produto, mas também aos aspectos relacionados à conveniência.

Atualmente, as duas unidades de leite possuem capacidade total de beneficiamento de dois milhões de litros de leite ao dia, nas duas plantas localizadas em Ponta Grossa e Castro. Com tecnologia similar para os processos produtivos, as unidades produzem leites UHT, creme de leite UHT, leite concentrado, leite condensado e bebidas lácteas. O faturamento anual do negócio leite atingiu cerca de 700 milhões de reais em 2012.

Sobre a Castrolanda
A Castrolanda está estrategicamente localizada na região Centro-Sul do Paraná, bacia leiteira mais importante do estado.Servidos por uma ótima rede viária, a Cooperativa está apenas 156 km de Curitiba e 257 km do Porto de Paranaguá.

Seus produtores têm forte vocação para a produção agropecuária, investem muito em tecnologia e gestão agropecuária, objetivando a melhoria de produtividade e a administração dos seus negócios. A empresa opera com cerca de 60 players entre clientes, fornecedores e parceiros da cadeia do leite, grãos, insumos agropecuários e de processadoras de carnes.

Sobre a Batavo Cooperativa Agroindustrial
Criada em 1925, por sete sócios de origem holandesa, a Batavo Cooperativa Agroindustrial atua no mercado do agronegócio há mais de 87 anos. Possui sede no município de Carambeí, atuando em mais de trinta municípios do Estado, com entrepostos em Ponta Grossa, Tibagi, Teixeira Soares, Imbituva e Imbaú.

A empresa presta serviços de assessoria técnica agropecuária nas propriedades rurais. Na área comercial, busca a melhor oportunidade de mercado para a venda da produção dos cooperados, comercializando commodities agrícolas como soja, milho e trigo. Na área pecuária, favorece a ampliação das estruturas e aumento do plantel, além de um sistema de rastreabilidade que garante a qualidade da produção, com médias comparadas internacionalmente.

Sobre a Investe São Paulo
A Investe São Paulo é a porta de entrada das empresas que pretendem se instalar no Estado, além de estimular a expansão de empreendimentos que já estão em São Paulo. A agência, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia fornece, gratuitamente, informações estratégicas que ajudam os investidores a encontrar os melhores locais para os seus negócios e facilita o contato das empresas com órgãos públicos e privados.

Estão ainda entre as atribuições da Investe São Paulo recepcionar delegações estrangeiras, apresentar as oportunidades de investimento no Estado, prospectar novos negócios, disponibilizar informações que contribuam para o desenvolvimento de São Paulo, além de promover a imagem do Estado no Brasil e no exterior como destino de investimentos. Para mais informações, acesse www.investe.sp.gov.br

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo