carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Cartas de suscetibilidade



05/06/2014

Fonte: IPT

Para promover ações de prevenção, mitigação, preparação, resposta e recuperação de áreas sujeitas a eventos de riscos naturais ou motivadas por ocupação urbana desordenada, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), realizaram no dia 2 de junho, na cidade de Florianópolis – SC, a entrega das 'Cartas de Suscetibilidade a Movimentos Gravitacionais de Massa e Inundações' de 27 municípios do Estado de Santa Catarina.

As cartas de suscetibilidade constituem documentos cartográficos elaborados em atendimento à Política Nacional de Proteção e Defesa Civil, com vistas à prevenção de desastres naturais, tendo por foco a orientação do ordenamento territorial em municípios sujeitos a processos do meio físico como deslizamentos, corridas de massa, inundações e enxurradas. Este produto foi executado pelo IPT, sob a coordenação e financiamento da CPRM.

Além das cartas de suscetibilidade, também foram entregues à Secretaria Estadual de Defesa Civil os dados da setorização de riscos geológicos de 64 municípios de Santa Catarina, mapeados entre 2012 e 2014, indicando os limites das áreas de alto e muito alto risco à deslizamentos e inundações.

Equipes do Centro de Tecnologias Geoambientais elaboraram documentos cartográficos em cidades dos estados de São Paulo, Santa Catarina e Espírito Santo
 Durante a solenidade, o diretor de Hidrologia e Gestão Territorial (DRT), da CPRM, Thales Sampaio, palestrou ao público sobre a metodologia da confecção das cartas. Sampaio destacou que, além dos 27 municípios contemplados, outros 14 devem ser concluídos até o final deste ano.

Já o superintende da unidade de Porto Alegre da CPRM, José Leonardo Andriotti, ressaltou o fato de Santa Catarina ser o primeiro estado a receber um número significativo de cartas de uma só vez. “Associado a sua missão de mapeamento geológico e recursos minerais, produtos de aplicação de médio e longo prazo, o Serviço Geológico do Brasil entrega hoje à sociedade catarinense importantes produtos que serão utilizados em curtíssimo prazo”, enfatizou ele.

O gerente de Geologia e Gestão Territorial da Superintendência de Porto Alegre, Marcos Alexandre Freitas, explicou que, com as cartas de suscetibilidade, os municípios terão possibilidade de reduzir ou até mesmo evitar ocorrências de desastres naturais no seu território, bem como ordenar de forma mais adequada a ocupação do mesmo.

Ao ressaltar o trabalho executado pela CPRM e o IPT, Marcelo Moreira, da Secretaria Nacional de defesa Civil, avaliou o produto que, segundo ele, é de suma importância, por tratar-se de uma ferramenta fundamental para o planejamento urbano. “A suscetibilidade junto com a vulnerabilidade é muito importante para a prevenção de risco das regiões”, afirmou.

A apresentação do projeto coube à geóloga da Superintendência Regional de Belo Horizonte e coordenadora executiva do Departamento de Gestão Territorial da CPRM, Sandra Silva.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo