carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Capital adere ao EJA-Mundo do Trabalho



31/10/2012

Já aderiram ao Programa, 11 dos 14 Ciejas da capital paulista

O município de São Paulo assinou convênio com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo (SDECT) para levar a 6 mil estudantes dos Centros Integrados de Educação de Jovens e Adultos (Ciejas), da rede municipal de ensino, o Programa EJA – Mundo do Trabalho. Já aderiram ao Programa, 11 dos 14 Ciejas da capital.

De acordo com o secretário da SDECT, em exercício, Luiz Carlos Quadrelli, grande parte dos alunos do EJA são trabalhadores que buscam nos estudos uma oportunidade para ascensão profissional. ”O programa vai de encontro a essa realidade. Os conteúdos desenvolvidos em sala de aula são importantes para o desenvolvimento profissional e intelectual dos estudantes, um diferencial para o bom desempenho no mercado de trabalho”, acrescenta.

A diretora de Orientação Técnica da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, Regina Célia Lico Suzuki destaca que o Programa é inovador e alia a produção de material didático de qualidade a um processo de formação dos docentes, que fortalecem e ampliam os conhecimentos oferecidos aos estudantes da modalidade. “Precisamos aperfeiçoar ações para garantir a qualidade do atendimento aos alunos, respeitando suas diversidades e necessidades, incentivando-os a permanecer na escola”, diz.

Na avaliação de Juan Carlos Dans Sanchez, coordenador de ensino técnico, tecnológico e profissionalizante da SDECT, o acompanhamento de estudantes que vivem a realidade de uma metrópole como São Paulo pode trazer novos aprendizados para a ação. “É uma realidade diferente daquelas com que temos lidado nos locais onde o programa já está implantado”, explica.

EJA em São Paulo: A EJA no município de São Paulo ocorre em três frentes que oferecem aos jovens e adultos, de acordo como a Secretaria, diferentes opções:

EJA Regular – Curso estruturado em quatro etapas: Alfabetização (corresponde ao 1º, 2º e 3º anos do Ciclo I), Básica (corresponde ao 4º e 5º anos do Ciclo I), Complementar (corresponde ao 6º e 7º anos do Ciclo II) e Final (corresponde ao 8º e 9º anos do Ciclo II). As aulas são ministradas nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs), no período noturno. Cada etapa tem um ano de duração.

Cieja - Os Centros Integrados de Educação de Jovens e Adultos articulam em seu projeto pedagógico o Ensino Fundamental, com duração de quatro anos, nos períodos da manhã, tarde e noite, e a “Qualificação Profissional Inicial” em Informática, Inglês Instrumental e Agente Cultural. Os estudantes são atendidos em estruturas que funcionam em cinco turnos durante o dia e um turno à noite, de segunda a sexta-feira, com aulas de 2 horas e 15 minutos de duração.

EJA Modular - Curso presencial, oferecido no período noturno, organizado com flexibilidade curricular, de tempo e de espaço, desenvolvido em quatro etapas – Alfabetização, Básica, Complementar e Final. Cada etapa é composta por quatro módulos, independentes e não sequenciais, com 50 dias letivos cada, que se desenvolvem em encontros diários de 2 horas e 15 minutos (três horas/aula) em 16 EMEFs optantes pelo projeto.

Nesse primeiro momento, 11 dos 14 Ciejas de São Paulo estão aderindo ao Programa EJA – Mundo do Trabalho, o que envolve cerca de 6 mil estudantes. No próximo ano, o Programa pode ser levado também ao EJA Regular e ao EJA Modular, com potencial para chegar a 15 mil estudantes. “A adoção do Programa no município de São Paulo é um passo importante para sua consolidação”, conclui Juan.

Formação para professores: O primeiro passo para a utilização do material didático da EJA – Mundo do Trabalho foi a realização de encontros de formação de professores nos Ciejas que aderiram ao Programa, nos meses de agosto e setembro. O objetivo foi criar um espaço para o debate de ideias em torno da Educação de Jovens e Adultos e apresentar os princípios, a metodologia e o material didático do Programa.

A formação foi realizada pela Fundap, contratada pela SDECT para essa finalidade. “É fundamental poder contar com um material voltado especialmente para a EJA, ainda mais tendo como eixo integrador o mundo do trabalho”, explicou Neide Zamboni, diretora do Cieja de Brasilândia, Zona Norte de São Paulo. Ela relata que os professores receberam bem a adesão ao Programa. “São profissionais que trabalham há muito tempo na EJA e também estão juntos há vários anos. Formam um grupo muito bom que deve trabalhar o material de forma interdisciplinar”, afirmou.

Como participar: Para participar do programa as Prefeituras devem enviar ofício à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia formalizando o interesse. O documento pode ser baixado no site do Programa www.ejamundodotrabalho.sp.gov.br/. Ao assinar o termo de parceria, o município passa a contar com material didático (cadernos do aluno e do professor), além de vídeos com informações sobre o tema para trabalhos em sala de aula. O conteúdo é atualizado a cada semestre, acompanhando os módulos da Educação de Jovens Adultos.

Além do material disponível em classe, os estudantes também recebem informações complementares no site do programa, que traz exercícios e vídeos com explicações sobre as temáticas debatidas. Também são oferecidas capacitações aos professores.

Sobre o programa: EJA - Mundo do Trabalho é um programa do Governo do Estado de São Paulo, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, que oferece conteúdo didático, focado em temas relacionados ao mercado de trabalho. A ação é dirigida aos municípios que oferecem ensino fundamental, ciclo II, na categoria EJA. A execução é realizada por meio de parceria, onde o Governo do Estado oferece o material didático e capacitação dos profissionais e as Prefeituras disponibilizam os recursos humanos, infraestrutura e logística necessárias para execução do programa. Lançado em março de 2012, EJA - Mundo do Trabalho conta atualmente com a adesão de 40 municípios paulistas. Mais informações no site: www.ejamundodotrabalho.sp.gov.br/

A Educação de Jovens e Adultos – EJA é uma modalidade de ensino destinada aqueles que não tiveram acesso à escolarização na idade própria ou cujos estudos não tiveram continuidade no Ensino Fundamental e Médio, com características adequadas as suas necessidades e disponibilidades. Segundo o Censo Escolar 2011, atualmente, 188 municípios paulistas oferecem ensino fundamental, ciclo II (6ª a 9ª série), na categoria Educação de Jovens e Adultos, totalizando 106 mil alunos atendidos pela rede municipal de ensino somente nesta modalidade.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo