carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Capes estima aumento no número de titulações



12/05/2011

Até 2020, o Brasil terá titulado 150 mil doutores e 450 mil mestres, passando da média atual de 1,4 doutores por mil habitantes (faixa de 25-64 anos) para 2,8 doutores. As estimativas constam do Plano Nacional de Pós-Graduação 2011-2020 (PNPG), apresentado pelo presidente da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), professor Jorge Guimarães. “Nossa intenção é posicionar o Brasil entre os dez países com maior produção científica. Atualmente, ocupamos a 13ª posição, atrás da Austrália, Coréia do Sul e Índia”, afirmou ontem (10/05) em reunião extraordinária do Conselho de Reitores da Universidades Estaduais Paulistas (Cruesp), na Reitoria da Unesp, em São Paulo.

Para atingir essas metas, a Capes, agência vinculada ao Ministério da Educação, prevê um maior investimento em bolsas para estudantes e pesquisadores das instituições de ensino superior. Em 2010, a coordenação investiu R$ 1,18 milhão. Para este ano, está previsto um aporte de R$ 1,7 milhão. E em 2020, para que se atinjam os números estimados, está prevista uma destinação de recursos de cerca de R$ 3,5 milhões. “O desenvolvimento do país está vinculado ao financiamento em ciência, tecnologia e inovação, como também na formação de profissionais capacitados pelos programas de pós-graduação. Por isso, devemos aumentar a porcentagem do PIB [Produto Interno Bruto] aplicado a essas áreas”, afirmou o professor.

A plateia estava composta por reitores, pró-reitores e professores das câmaras de pós-graduação, pesquisa e graduação de Unesp, Unicamp e USP. “O encontro teve por finalidade aproximar os docentes das instituições para projetarem ações conjuntas para incrementar as pesquisas e o processo de internacionalização, com base nos programas da Capes”, destacou o vice-reitor no exercício da Reitoria da Unesp, Julio Cezar Durigan, atual presidente do Cruesp. “Os programas de bolsas da coordenação e de outras agências de fomento brasileiras para estudantes de diferentes níveis, como o de iniciação científica para graduandos, são únicos no mundo e permitem uma dedicação mais efetiva de nossos estudantes.”

Desburocratização
O plano nacional foi construído com a participação dos pró-reitores de pós-graduação e professores das três grandes áreas – Biológicas, Exatas e Humanas – das universidades brasileiras, segundo Guimarães. Entre as medidas previstas, está a desburocratização dos processos de solicitação de bolsas e financiamento de pesquisas, para agilizar e facilitar as ações voltadas para a inovação tecnológica.

O documento prevê ainda a indução de programas de pós-graduação de áreas estratégicas para o desenvolvimento do país, como ciências do mar, defesa nacional, bioenergia e biocombustíveis. O presidente da agência citou o exemplo da TV Digital. Por meio de editais e acordos, foram criados mestrados profissionalizantes e acadêmicos como o Programa de Pós-Graduação em TV Digital da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC), Câmpus de Bauru, o primeiro aprovado pela Capes no Brasil, em março de 2008.

Outras ações previstas no plano dizem respeito à mobilização de estudantes, sobretudo de doutorado e pós-doutorado, para instituições do exterior. Por meio de acordos e parcerias com universidades e governos estrangeiros, busca-se a criação de cursos de graduação e de programas de pós-graduação chamados de sanduíche, em que a formação é compartilhada, com períodos de estudo em cada país. Guimarães citou o convênio assinado recentemente com a Alemanha: cerca de mil graduandos de cursos de engenharia embarcarão em janeiro de 2012 para a Europa para estudar e realizar pesquisas nas universidades alemãs.

“De 2005 a 2010, a Capes financiou 25 mil bolsas para alunos brasileiros no exterior. O ministro da Educação [Fernando Haddad] projeta que teremos mais 75 mil estudantes enviados a instituições estrangeiras até 2020”, destacou Guimarães.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo