carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Cafelândia terá plano de desenvolvimento para o setor PET



29/10/2013

O município do interior paulista possui mais de 33 empresas voltadas ao segmento. A prefeitura local pretende criar o maior polo do País


O secretário de Desenvolvimeto Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado, Rodrigo Garcia, participou nesta terça-feira (29/10) da abertura do Polo Pet Cafelândia, na 12ª edição da Pet South America, que acontece entre os dia 29 e 31, na capital. O futuro distrito reunirá diversas empresas do setor em uma área de mais de de 240 mil m², em Cafelândia, interior do Estado. O aglomerado terá o opoio do Governo do Estado, Desenvolve SP, Sebrae e Centro Paula Souza. Participaram do encontro, o presidente da Desenvolve SP, Milton  Luiz de Melo, o prefeito de Cafelândia, Luís Otavio Carvalho, o vice-prefeito e coordenador do polo, Fábio Coli Badini  e a diretora geral da Nürnbergmersse Brasil,  Ligia Amorim.

Na ocasião, Rodrigo ressaltou os financiamentos que poderão ser oferecidos pela Desenvolve SP e destacou um convênio com a prefeitura municipal para o estudo e diagnóstico das empresas que atuam na linha pet. “Estamos aqui para apoiar essa iniciativa e contribuir para o desenvolvimento do município. Já reservamos recursos para a elaboração de um plano estratégico que apontará as necessidades do setor e dará seguimento a criação do Arranjo Produtivo Local de Cafelândia, que será  15º do Estado. Além de aquecer a economia local, ele será responsável pela qualificação de profissionais e geração de emprego e renda”, acrescenta.

De acordo com prefeito de Cafelândia, Luís Otávio Carvalho, a parceria do Governo do Estado e de outras entidades será fundamental para a concretização do Polo PET no município. “Pretendemos trazer o desenvolvimento para a cidade, e que ela  se torne referência desse segmento no Brasil, como já na época do café”, completa.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para animais de estimação (Abinpet),o Brasil mantém sua posição como o 2º maior mercado pet do mundo, com previsão de faturar R$ 15,4 bilhões até o final de 2013. O gasto médio com produtos e serviços percapta/ano é de R$ 390, entre ped food, farmacêuticos, vacinas, embelezamento e acessórios.

O Brasil é o segundo páis do ranking populacional de animais domésticos, com 28,8 milhões de cães, 13,8 milhões de gatos e 4 milhões de outros pets. O primeiro é os Estados Unidos

Sobre a 12ª edição da Pet South America

Organizada pela  Nürnbergmesse Brasil é uma das maiores feiras voltadas só para os profissionais da área pet da América Latina.  São mais de 200 marcas nacionais e internacionais. O evento promove o conhecimento e a troca de experiências, além da geração de negócios. Esse ano o público estimado é de 20 mil visitantes.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo