carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Braskem inaugura unidade em Paulínia



26/04/2008

Mais um grande investimento é inaugurado em São Paulo, desta vez na cidade de Paulínia, região de Campinas. O secretário de Desenvolvimento em exercício, Luciano de Almeida, participou nesta sexta-feira (25/04), da inauguração da unidade industrial de polipropileno da Braskem, ao lado do presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva e do governador do Estado de São Paulo, José Serra, além do ministro de Minas e Energia Edison Lobão, deputados, autoridades locais e representantes da empresa.

Com investimentos da ordem de R$ 700 milhões, a nova unidade de Paulínia consolida a liderança da companhia no mercado latino-americano de polipropileno. A resina é usada na produção de fibras para carpetes, peças para embalagens rígidas e peças automotivas, utensílios domésticos e garrafas plásticas.

O governador do Estado, José Serra, ressaltou a importância da nova unidade da Braskem em Paulínia, no desenvolvimento do setor. “Esta é uma planta que representa um investimento de grande volume, com a mais avançada tecnologia disponível no mundo, cercada de cuidados de natureza ambiental e que contribuirá para o desenvolvimento de nosso Estado e do país”, observou. A Petrobras está investindo R$ 850 milhões na ampliação da capacidade de propeno das refinarias de Paulínia (Replan) e São José dos Campos (Revap), a fim de abastecer a Petroquímica Paulínia.

Ao final do evento, o presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, lembrou a importância de dar suporte ao desenvolvimento industrial brasileiro. “Em vez de exportar petróleo bruto, que tem baixo valor no mercado externo, podemos passar a vender um produto com maior valor agregado”, concluiu.

"O projeto foi concluído em prazo recorde e com custo de investimento muito competitivo, o que demonstra a capacidade de gestão das nossas equipes na implementação de novas unidades" disse o presidente da Braskem, José Carlos Grubisich. O empresário aproveitou o encontro para pedir à Petrobras uma revisão em sua política de preços. Segundo Grubisich, as recentes descobertas da estatal criam uma nova perspectiva de abastecimento no Brasil. "As descobertas abrem caminho novo na política de preços da Petrobras", disse. A Petrobras é a principal fornecedora de matéria-prima do setor.

Líder em resinas termoplásticas na América Latina e terceira maior produtora de resinas das Américas, a Braskem possui 19 plantas industriais no Brasil e capacidade anual de produção de mais de 11 milhões de toneladas de produtos químicos e petroquímicos.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo