carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

APLs recebem mais de R$ 6 milhões em investimentos



03/02/2010


Cerquilho terá Centro de Formação de Mão-de-Obra para capacitação de costureiras (Paulo Cesar da Silva/Imprensa Oficial)Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) do Estado de São Paulo, formados por municípios que concentram micro, pequenas e médias empresas de um mesmo setor ou cadeia produtiva, receberam, em 2009, investimentos na ordem de R$ 6,15 milhões. Os recursos serão aplicados na instalação de centrais de prestação de serviços, que vão oferecer cursos de capacitação, consultoria estratégica e suporte tecnológico aos empreendedores instalados nos APLs.

Por intermédio do Programa Estadual de Fomento e Apoio aos Arranjos Produtivos Locais, a Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo investiu R$ 3,15 milhões em dez projetos diretamente voltados às cadeias produtivas regionais. Além disso, os convênios garantiram a aplicação de outros R$ 3 milhões como contrapartida das entidades parceiras. “O programa tem como foco a melhoria da competitividade de setores estratégicos, estimulando a atividade econômica regional, o empreendedorismo e a geração de emprego e renda para a população”, explica o secretário estadual de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin.

Os APLs cooperam entre si e com entidades públicas e privadas, sob uma estrutura de governança comum. Em todo o Estado de São Paulo, existem 24 Arranjos Produtivos Locais, que somam 14,5 mil empresas e 350 mil postos de trabalho.

Investimentos
No setor têxtil, a região de Americana recebeu recursos para a implantação de um Centro de Capacitação e Produção de Cooperativas de Trabalho de Costura – por meio de um convênio com o Polo Tec Tex – para qualificar e organizar costureiras em forma de cooperativa de trabalho. Já o APL de Cerquilho e Tietê recebeu investimentos para a criação de um Centro de Formação de Mão-de-obra, em uma parceria com a Associação de Confecções Infantis de Cerquilho e Tietê. A região de Votuporanga, que também conta com empresas do ramo de confecções, terá um espaço empresarial, focado na capacitação de mão-de-obra e no desenvolvimento de técnicas inovadoras de produção.

Região de Franca possui a maior cadeia produtiva de calçados masculinos do Estado (Divulgação/Sindfranca)O interior do Estado dispõe ainda de uma ampla rede de produção calçadista, nos municípios de Birigui, Jaú e Franca. Em Jaú, um convênio com o Sindicalçados vai proporcionar a implantação do Núcleo de Inteligência Competitiva de Couro e Calçado (NICC) – o mesmo ocorrerá em Franca, numa ação conjunta com o SindiFranca. Os NICCs pretendem disponibilizar informações estratégicas para aumentar a competitividade das empresas instaladas nos APLs e formar uma rede de cooperação entre as governanças e a cadeia produtiva de calçados masculinos e femininos. 

Já em Birigui, para aprimorar ainda mais a produção de calçados infantis, está sendo criado um Núcleo de Design Estratégico, na Escola Técnica (Etec) Dr. Renato Cordeiro. Além de aprimorar o design de calçados, o núcleo focará estratégias de marketing e comunicação para trabalhar conceitos de identidade empresarial, estudo de públicos e posicionamento de mercado.

No Vale do Paraíba, a indústria aeroespacial recebeu investimentos para a implantação de um Centro de Design e Manufatura, para criar protótipos de peças de aviões, no Parque Tecnológico de São José dos Campos, em parceria com o Centro para Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista (Cecompi). A região de Ribeirão Preto, com suas indústrias especializadas em equipamentos médico-hospitalares e odontológicos, vai ganhar um Centro de Desenvolvimento e Inovação Aplicada, que vai oferecer serviços de certificação tecnológica, ensaios, testes de qualidade e avaliação de produtos do gênero.

Com sua economia girando em torno da produção de equipamentos eletroeletrônicos de segurança, o município de Garça, com o apoio do Centro Paula Souza, vai receber investimentos para a implantação de um Centro de Formação e Prestação de Serviços no APL. Já em Cunha, uma parceria com o Instituto de Cultura de Cerâmica da cidade resultará na criação de uma oficina atelier para capacitar profissionais na prática de cerâmica artística.

O Programa de Fomento aos APLs consagra os arranjos produtivos como importante estratégia de desenvolvimento econômico integrado. O êxito do programa é marcado pela interlocução entre os setores público e privado, aumentando o poder de negociação das empresas que compõem os APLs e o compromisso de empresários e instituições locais com a execução de projetos de estímulo à competitividade. Para 2010, o programa prevê novos investimentos na ordem de R$ 4,5 milhões nos APLs. A Secretaria de Desenvolvimento disponibilizou os manuais que explicam quais são os pré-requisitos para os projetos. Para mais informações acesse: www.desenvolvimento.sp.gov.br/drt/apls/programadefomento/

 

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo