carregando...

Notícias

Notícias

APL de Franca terá núcleo de inteligência do calçado



11/12/2009

Núcleo de inteligência calçadista beneficiará mais de 3,7 mil empresas do APL de Franca

O secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou nesta sexta-feira, 11 de dezembro, em Franca, um convênio para liberação de recursos que serão investidos na criação do Núcleo de Inteligência Competitiva de Couro e Calçado (NICC). A iniciativa irá beneficiar mais de 3,7 mil micro, pequenas, médias e grandes empresas instaladas nos cinco municípios que compõem o Arranjo Produtivo Local (APL) da cadeia produtiva de calçados masculinos da região (Franca, Itirapuá, Patrocínio Paulista, Pedregulho e São João da Barra). O APL é responsável pela geração de 51 mil empregos e produz cerca de 37 milhões de pares de calçados por ano.

A parceria foi firmada entre a Secretaria de Desenvolvimento e o Sindicato da Indústria de Calçado de Franca (SindiFranca). No total, serão investidos R$ 409.069,84 para implantação do NICC. Desse montante, R$ 235.809,84 serão destinados pelo governo do Estado para aquisição de computadores, servidores e softwares. Além da compra de equipamentos de informática, a Secretaria de Desenvolvimento financiará o mapeamento da cadeia produtiva, que auxiliará na elaboração de um banco de dados sobre o setor.

O núcleo de inteligência será implantado na sede do SindiFranca e deverá entrar em operação a partir de dezembro de 2010, com o objetivo de disponibilizar informações estratégicas para aumentar a competitividade do APL e formar uma rede de cooperação entre as governanças e a cadeia produtiva de calçados masculinos. Funcionará como um observatório tecnológico e mercadológico do setor, com o apoio da Fatec de Franca e dos alunos do curso de Gestão da Produção de Calçados.

Região de Franca possui a maior cadeia produtiva de calçados masculinos do Estado

Arranjos Produtivos Locais (APLs)
Os investimentos na criação do Núcleo de Inteligência Competitiva de Couro e Calçado (NICC) de Franca fazem parte do Programa Estadual de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais. Os APLs concentram geograficamente micro, pequenas e médias empresas de um mesmo setor ou cadeia produtiva que, sob uma estrutura de governança comum, cooperam entre si e com entidades públicas e privadas. Em todo o Estado, existem 24 Arranjos Produtivos Locais, que somam 14.500 empresas e 350 mil postos de trabalho. O programa prevê a aplicação de R$ 4,4 milhões da Secretaria de Desenvolvimento e outros R$ 6 milhões de recursos adicionais.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo