carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Alunos ganham bolsas para estudar na Espanha



09/04/2010

Dois estudantes formados em Escolas Técnicas (Etecs) estão entre os dez selecionados pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) para estudar na Universidade de Salamanca, na Espanha. Rubens Lima, que cursou o Ensino Médio na Etec Guaracy Silveira, em São Paulo, foi aprovado em Engenharia Química. Tâmira Gressoni concluiu o Ensino Médio e o técnico em Administração na Etec Bento Quirino, em Campinas, e vai fazer Comunicação Social.

O bom desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – pontuação acima de 700 – foi critério decisivo para seleção dos estudantes, além do perfil socioeconômico compatível com as exigências do processo seletivo. Os dois são os únicos representantes do Estado de São Paulo entre os aprovados.

"Estudar no exterior é uma chance que poucos têm no Brasil, que amplia as oportunidades no mercado de trabalho", disse Rubens. Para Tâmira, “esta é a oportunidade de conhecer uma cultura diferente, além de aprender um novo idioma". Os estudantes, que embarcam para a Espanha no próximo dia 12, serão mantidos por meio de bolsas de estudo oferecidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Encontro com o presidente
Na última segunda-feira, 5 de abril, os aprovados participaram de um encontro com o presidente da república, Luiz Inácio Lula da Silva, e com o ministro da Educação, Fernando Haddad, em Brasília. Ao conhecer os bolsistas e desejar a eles bons estudos durante os quatro anos em que ficarão fora do país, o presidente ressaltou a importância de convênios entre diferentes países.

“O acordo entre o Ministério da Educação e a Universidade de Salamanca é o primeiro grande passo de uma grande caminhada para estabelecer convênios com outras universidades do mundo e, quem sabe, também receber alunos de outras universidades aqui no Brasil”, disse.

Esta foi a primeira edição do Prouni Internacional que, ao longo de quatro anos, pretende beneficiar até 40 estudantes brasileiros com bolsas para estudar no exterior.

Em 2010 as vagas oferecidas pela universidade foram para os cursos de Comunicação Social, Engenharia Civil, Engenharia Informática, Engenharia Química, Farmácia, Matemática e Pedagogia. De acordo com o ministro, o país já vem sendo procurado por outras instituições estrangeiras. “As fronteiras se abrem. Este ano, oferecemos dez bolsas, mas espero que possamos chegar a cem ou a mil nos próximos anos”, enfatizou.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo