carregando...

Notícias

Notícias

Alckmin assina autorização para disciplinar gestão do Parque Tecnológico do Estado de SP



02/07/2014

O governador Geraldo Alckmin assinou nesta quarta-feira, 2 de julho, um autorizo para disciplinar a gestão do Parque Tecnológico do Estado de São Paulo. O empreendimento será administrado diretamente pela Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), por meio de sua Subsecretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação. A cerimônia foi realizada no núcleo do parque, situado na região do Jaguaré, na capital. Na ocasião, também foi assinado um protocolo de intenções com o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia (Cietec), que prevê a instalação de uma aceleradora de empresas.

De acordo com o secretário da SDECTI, Nelson Baeta Neves Filho, o documento firmado vai orientar a criação de um Conselho Estratégico para gestão do parque que deverá ser formado pela SDECTI, Universidade de São Paulo (USP) e Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). “Em seu primeiro mandato, o Conselho será presidido pela USP, o que contribuirá para a interação da comunidade acadêmica, institutos de pesquisas e iniciativa privada”, explica.

Sobre o Parque Tecnológico do Estado de São Paulo

Localizado na zona oeste da capital, o Parque Tecnológico do Estado de São Paulo está instalado no entorno da Avenida Engenheiro Billings, junto ao maior polo de Ciência, Tecnologia e Inovação da América Latina (USP, IPT, Ipen e Butantan). O complexo é voltado aos setores de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Saúde, Nanotecnologia, Novos Fármacos e Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) em acessibilidade, usabilidade e comunicabilidade para pessoas com deficiências e outros.

O empreendimento terá área total superior a 200 mil m², contanto com terrenos do Governo do Estado (46 mil m²), da USP (40 mil m²) e IPT (200 mil m²).

Na área correspondente ao governo, já está implantado e equipado o prédio do núcleo com 6 mil m², que recebeu mais de R$ 18 milhões em recursos para obras e equipamentos. A edificação já está preparada para abrigar empresas, centros de inovação, laboratórios de pesquisa, escritórios de financiadoras de projetos, serviços de administração, apoio, disponibilizando ainda espaços para eventos, com auditórios e locais para exposições. Outros R$ 5,4 milhões são investidos no entorno do parque, que compreende jardinagem, paisagismo e estacionamento. As adequações já estão em fase de finalização.

Clique aqui para ver mais fotos

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo