carregando...

Centros de Inovação Tecnológica

Centro de Inovação Tecnológica (CIT) é um espaço criado para estimular o crescimento e competitividade das micro e pequenas empresas por meio do avanço tecnológico. Adaptado às condições e necessidades locais, o empreendimento concentra e oferece um conjunto de mecanismos e serviços de suporte ao processo de inovação das empresas, promovendo ainda a interação entre empreendedores e pesquisadores para o desenvolvimento de setores econômicos.

O governo do Estado lançou a Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica (RPCITec) para apoiar a instalação da iniciativa com objetivo de disseminar a cultura da inovação nos municípios. O centro pode operar laboratórios, fornecer serviços de apoio tecnológico e certificação da qualidade, verificação de produtos e processos, entre outras atividades. Pode prever a formação de mão de obra especializada com o apoio de outras entidades do Estado e estar associado a incubadoras de empresas de base tecnológica. 

Atualmente o Estado de São Paulo possui 5 Centros de Inovação Tecnológica (CIT) credenciados na Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica - RPCITec (Jundiaí, Marília, Indaiatuba, Guarulhos, Bauru); 3 municípios realizando os Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Financeira e o Plano de Negócios para implantação do CIT (Guarujá, Registro e Rio Claro) e outros 7 aguardando documentação para solicitação de credenciamento na  RPCITec (Votuporanga, Limeira, Praia Grande, Itapeva, Araraquara, Mogi das Cruzes, Assis (CIVAP). Além disso, temos ainda 13 Protocolos de Intenção assinados e 22 municípios com projetos em discussão. 

Para solicitar o apoio da Pasta na implantação de um CIT, o interessado deve encaminhar para a Secretaria um ofício demonstrando a articulação do sistema local de inovação, a base econômica do município e informações sobre a existência de incubadoras de base tecnológica e organizações (produtivas locais, de fomento, de ensino e pesquisa, financeiras, públicas, de comércio, de infraestrutura comum e coordenação de classe). Após análise e aprovação do projeto pela equipe técnica, o interessado deverá ser assinar um protocolo de intenções com a Secretaria, elaborar um estudo de viabilidade técnica, econômica e financeira e um plano de negócios, além de providenciar o credenciamento na RPCITec. Confira aqui o decreto nº 60.286/2014, que institui o programa RPCITec.

 

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo