carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Vitivinicultura no Estado ganha reforço com Frente Parlamentar



08/08/2017

Fonte: Secretaria Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI)

Foto: Eliana de Almeida Lourenço Rodrigues O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), Márcio França, participou nesta terça-feira (08/08), do lançamento da Frente Parlamentar de Apoio à Vitivinicultura Paulista,  na Assembleia Legislativa de São Paulo. A iniciativa foi criada com o objetivo de aprimorar a legislação referente às políticas públicas do setor, além de reforçar a busca para a solução dos gargalos que o estado enfrenta como, estabelecer a produção de uva em grande escala para atender a demandas das indústrias já instaladas.

Um levantamento realizado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA/SP), aponta que apenas 2% das terras cultiváveis paulistas não são próprias ao cultivo de uvas. Contudo, para que a produção aumente, ainda há vários degraus a serem escalados. Um deles é a necessidade de um amplo cadastro de produtores vitivinícolas no Estado, tarefa já iniciada pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA), em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati). A relação atualizada, que deve incluir produtores da Serra da Mantiqueira (região onde nem se cogitava a plantação de videiras dez anos atrás), permitirá o conhecimento da realidade atual e, então, o direcionamento das políticas públicas.

Coordenada pelo deputado estadual Roberto Morais (PSS), a Frente Parlamentar prevê não só o apoio a esse cadastro, mas também diversas outras ações como o incentivo ao projeto Pró-Uva, que visa definir as regiões vitivinícolas e indicar variedades de acordo com as características naturais de clima, relevo e solos.

Para França, a Frente Parlamentar aquecerá ainda mais o setor vinícola. “Aqui em São Paulo já contamos com bons produtores e agora vamos aprimorar a qualidade dos vinhos para competir nos mercados interno e externo. O governador Geraldo Alckmin apoia as políticas públicas voltadas à agricultura. Hoje, encontramos no campo, a tecnologia e conhecimento necessário para o desenvolvimento econômico”, ressaltou.

Foto: Eliana de Almeida Lourenço RodriguesSegundo Adriana Verdi, vice-coordenadora da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), órgão ligado à SAA/SP,para que a definição das regiões ocorra é preciso ainda realizar testes de variedades e de custos de produção. A proposta do Pró-Uva é definir a tipicidade vitivinícola com foco principal no aumento da oferta de matéria-prima para fabricação de vinho, sobretudo do vinho-fino.


De acordo com o deputado Roberto Morais, esse pode ser o grande mote da Frente Parlamentar, já que terá reflexos em muitos âmbitos da economia. “É um ramo que envolve vários setores e pode trazer resultados positivos não só para produtores de uva e vinho, como também para as indústrias de máquinas e equipamentos e para o setor metal-mecânico”, disse.

O evento também contou com a participação do secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, do prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, do senador do Parlamento Italiano, Fausto Longo e de diversos deputados da Alesp, entre eles, o presidente Cauê Macris e Roberto de Morais.

ETEC

A Escola Técnica Estadual (Etec) Benedito Storani, em Jundiaí deverá oferecer o primeiro curso técnico de vitivinicultura e enologia do Estado, que será voltado à prática e para atender a demanda de toda região. O curso já tem estrutura e diretrizes definidas, como os laboratórios de base e a planta didática de produção de vinho e de suco de uva. Mais de R$ 8 milhões já foram investidos no projeto, que aguarda a liberação de recursos e licitação para a compra de equipamentos específicos.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo