carregando...

Notícias

Notícias

Técnicos da Pasta participaram da 8ª Conferência de Arranjos Produtivos Locais



10/11/2017

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI)

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), foi representada por técnicos da Coordenadoria Regional e Territorial (CDRT) da Pasta, comandada pelo coordenador Marcelo Machado, na 8ª Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais (CBAPL), que aconteceu de 07 a 09 de novembro, em Brasília. O evento promovido pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), com apoio da SDECTI, reuniu empresários, representantes de associações de classe e das esferas federal, estadual e municipal, para debater experiências e políticas públicas voltadas ao desenvolvimento local. 
 
Neste ano, o tema central do evento foi “APLs como Estratégia de Desenvolvimento: das condições necessárias às vantagens competitivas”.  Na ocasião foram apresentados dois painéis destinados às iniciativas da SDECTI, entre eles, o Programa de Fomento e o Programa de Fortalecimento da Competitividade das Empresas Localizadas em Arranjo Produtivos Locais do Estado de São Paulo, convênio com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
 
A técnica responsável pelo Programa de Fomento aos APLs, Juliana Santana explicou que a iniciativa é um instrumento de Técnica Juliana Santana durante palestradesenvolvimento econômico integrado, além de ser uma importante estratégia de política pública. “Manter em um mesmo local diversas empresas com o mesmo segmento fortalece a atividade comercial, o diálogo e facilita a troca de informação e o acesso dos micro, pequenos e médios negócios a programas de gestão empresarial, mercado, processos e linhas de financiamento”, explicou. 
 
O Programa de APLs do Estado de São Paulo reconhece 43 APLs e 25 aglomerados produtivos distribuídos em mais de 120 municípios, sendo que 15 fazem parte de um projeto executado com recursos financiados pelo BID.  A gerente técnica do Programa de Fortalecimento, Itanna Mota ressaltou que a ação com o financiamento do BID,  teve como objetivo aumentar a competitividade das empresas que fazem parte dos APLs selecionados pela iniciativa. “Buscamos o incremento da produtividade, a inovação e a eficácia coletiva para a adoção de práticas competitivas nas empresas", disse.
 
De acordo com Itanna, o contrato de empréstimo foi assinado em 2008 e finalizado em dezembro de 2016. Ele foi destinado aos arranjos dos setores de calçados (feminino, masculino e infantil), têxtil –lar,   cerâmica vermelha, móveis, equipamentos médicos-odontológicos, serviços logísticos, aeroespacial, tecnologia da informação e comunicação e metal-mecânico. “Hoje, todos os projetos implantados  estão em fase de monitoramento e avaliação. Os resultados parciais apontam índices satisfatórios nos APLs comtemplados”, completou.

Também participaram do evento, o coordenador do APL de Tecnologia da Informação de São José dos Campos, Marcelo Nunes, o empresário do APL de Tecnologia de São José dos Campos, Wagner Siqueira, a coordenadora do APL de Saúde de Ribeirão Preto, Angélica Gobbi e a coordenadora do APL de Calçados Infantis de Birigui, Rossana Basseto. A cerimônia contou ainda com a participação do representante do APL de Tecnologia de São José do Rio Preto, Jean Daher. O arranjo produtivo foi um dos vencedores do edital para projetos de inovação e produtividade da Agência Brasileira de Desenvolvimneto Industrial (ABDI).
 
Arranjos Produtivos Locais – APLs são aglomerações de empresas, localizadas em um mesmo território, que apresentam especialização produtiva e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si com outros atores locais como governo, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa.
 
 

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo