carregando...

Notícias

Notícias

Secretário visita Centro Nacional de Pesquisa em Campinas



27/02/2018

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação

Foto: Jaqueline SoaresO vice-governador e secretário de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo (SDECTI), Márcio França, esteve no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas, interior paulista. Junto de outras autoridades como o prefeito de Campinas, Jonas Donizette e o presidente do conselho do CNPEM, professor Rogério Cerqueira Leite, o gestor da Pasta teve a oportunidade de conhecer equipamentos científicos como um microscópio com capacidade para observar as mais minúsculas partículas.
 
O CNPEM é uma organização social qualificada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O centro possui quatro laboratórios que são referências mundiais e estão abertos à comunidade científica e empresarial. Os laboratórios têm, ainda, projetos próprios de pesquisa e participam da agenda transversal de investigação coordenada pelo CNPEM, que articula instalações e competências científicas em torno de temas estratégicos.
 
Na ocasião, França também aproveitou para conhecer o local onde funcionará o projeto Sirius, novo acelerador brasileiro, de quarta geração, para análise dos mais diversos tipos de materiais, orgânicos e inorgânicos. As obras do projeto tiveram o investimento de R$ 23,4 milhões do Governo Estadual e está com 80% das obras concluídas. A previsão para início das atividades é no segundo semestre desse ano e conclusão total prevista para 2020.
 
Com 500 metros de circunferência, no interior de um edifício de 68 metros quadrados, o acelerador será a maior e mais complexa estrutura científica do Brasil. O projeto tem apoio financeiro do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, de R$ 1,8 bilhão. Assim que for entregue, o Sirius será aberto à comunidade científica do país e do mundo.
 
De acordo com França, a estrutura vista no local é um forte exemplo de como funciona a pesquisa paulista que ali esteve amplamente representada. “É com imenso orgulho que vemos a participação do Governo neste espaço tão importante para a ciência, tecnologia e inovação, que é o Cnpem. Aqui acontecem fatos magníficos que muitos não sabem o significado para a humanidade. Cada item que utilizamos em nosso cotidiano, até água que bebemos, tem um percentual destinado à pesquisa científica. E nesse ponto São Paulo é exemplar. Os nossos institutos, por exemplo, são referências e levam a inovação não só para o Estado como para todo o Brasil”, pontuou

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo