carregando...

Notícias

Notícias

Secretário participa de cerimônia em Iperó



08/06/2018

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação
 
Foto: divulgaçãoO Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Jânio Benith, participou nesta quinta-feira, (08/06), de um evento que marcou o lançamento da Pedra Fundamental do Reator Multipropósito Brasileiro (RMB) e início dos testes de integração dos turbogeradores do Laboratório de Geração de Energia Nucleoelétrica, no interior de São Paulo.

O Reator Multipropósito Brasileiro (RMB) que será construído em Iperó, é um reator de pesquisa com diversas finalidades, entre elas, a produção de radioisótopos para uso na medicina e na indústria. Esses componentes são a base para os radiofármacos, medicamentos compostos por algumas substâncias radioativas, usados para diagnóstico e tratamento de doenças, em especial, diferentes tipos de câncer.
 
O reator será capaz de produzir os radioisótopos, originados de reatores de pesquisa, que o Brasil precisa, e que hoje são importados, reduzindo os riscos de desabastecimento e diminuindo os custos para produção de radiofármacos e realização de exames. Os radiofármacos possibilitam aos médicos verem o funcionamento de órgãos e tecidos vivos por meio de imagens como as tomografias, radiografias e cintilografias.
 
A previsão é que o Reator Multipropósito Brasileiro fique pronto em 2022. A construção do equipamento está avaliada em 500 milhões de dólares. A desapropriação do terreno onde o reator será construído foi possível graças à parceria com o Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado (SDECTI). Um investimento de R$ 13 milhões de reais.
 
No mesmo evento de lançamento do reator, também aconteceu o início dos testes de integração dos turbogeradores do Laboratório de Geração de Energia Nucleoelétrica (LABGENE). O laboratório foi concebido como um protótipo, em terra, dos sistemas de propulsão que serão instalados no futuro Submarino Nuclear Brasileiro (SN-BR), a fim de possibilitar a simulação, em condições ótimas de segurança, da operação do reator e dos diversos sistemas eletromecânicos a ele integrados, antes de sua instalação a bordo do SN-BR.
 
Quando em plena operação, o LABGENE será composto de uma planta nuclear com 48 Megawatts de potência térmica, capaz de alimentar todos os subsistemas necessários para a propulsão de um submarino – tal energia é suficiente para iluminar uma cidade de aproximadamente 20 mil habitantes.
 
Além da presença do secretário Jânio Benith, a cerimônia em Iperó contou com a participação do presidente da República, Michel Temer e dos ministros da Defesa, da Saúde e da Ciência, Tecnologia, Inovações, além do comandante da Marinha, Eduardo Bacellar Leal Ferreira. Durante o evento, o Comandante ressaltou a importância do reator para o futuro da ciência brasileira. “Em relação ao Reator Multipropósito Brasileiro, considero o lançamento de sua Pedra Fundamental mais um degrau no processo evolutivo do crescimento na área. Colaboramos com o governo com o apoio necessário à sua concretização, cedendo 1 milhão e 200 mil metros quadrados do nosso terreno, para a construção de suas instalações e participando das negociações para a assinatura do projeto detalhado de engenharia e dos sistemas associados do RMB”, afirma.  

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo