carregando...

Notícias

Notícias

Governo do Estado lança o Escola + Bonita



31/01/2019

O governador João Doria e os secretários de Estado de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, Administração Penitenciária, Coronel Cesar Restivo, e Educação, Rossieli Soares da Silva, lançaram nesta quarta-feira, 30/01, na E E Dona Ana Rosa de Araújo, na Zona Oeste da Capital, o programa Escola + Bonita, ação para revitalizar escolas públicas com a participação de presos em regime semiaberto. Na ocasião, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) assinou Termos de Cooperação com a Secretaria da Educação (SEE) e Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Para Patricia Ellen, o Programa é o primeiro passo para a reinserção do indivíduo na sociedade. “A ideia é criar oportunidade de trabalho para os detentos e detentas, mas, além disso, criamos um processo de reinserção, a pessoa volta para o mercado, gera renda e melhora a sua autoestima”, disse.

Nessa primeira fase serão pintadas 86 escolas com a participação de mais de dois mil reeeducandos, com previsão de 2,1 mil escolas estaduais recuperadas até dezembro de 2020. Os selecionados são capacitados e pintam as escolas como parte integrante do curso profissionalizante do Programa Via Rápida Expresso, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em parceria com as Secretarias Estaduais de Administração Penitenciária e Educação. Muito destes já possuem capacitação em pintura, hidráulica e elétrica. Quem ainda não possuir a qualificação profissional será habilitado pelo Centro Paula Souza.

Por meio do Via Rápida Expresso serão pintadas 500 escolas, e outras 1,6 mil recuperadas por presos contratados pela Fundação "Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel" (Funap), totalizando 2,1 mil. Todas as outras escolas que apresentarem a necessidade de reparos serão atendidas pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo.

Sobre o Via Rápida Expresso
O Via Rápida Expresso é uma modalidade do Programa Via Rápida coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico que tem como objetivo oferecer cursos de curta duração, na área da construção civil (pintores), para presos do regime de semiliberdade, internos em regime semiaberto da Fundação Casa e trabalhadores desempregados.
Os cursos possuem dois módulos, divididos em 25/horas de aulas teóricas e 75/horas de práticas. Além de recuperar prédios públicos e contribuir para oferecer melhores condições de ensino, o programa ainda permite que os reeducandos possam sair com uma profissão após o cumprimento de pena.
 

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo